E-mail:   Senha:

 

Esqueceu sua senha?

Home Quem Somos Caminhadas Fotos Informativos Dicas Links Contato

Informativos

 
Resenha Caminho de Confraternizao

 Por : Antônio Falcão

RESENHA CAMINHO DA CONFRATERNIZAÇÃO

Com em todo ano, dedicamos a última caminhada do calendário para celebrar os bons momentos que vivemos nos caminhos.

Este ano optamos por fazer um dos trechos praianos de rara beleza, entre Nova Almeida e Praia Formosa, (SESC)

O ponto de encontro, ao lado da ponte sobre o Rio Reis Magos , apesar de ser rbano, já é uma maravilha, pois se avista a foz do rio, o mar azul , e no alto do morro a centenária Igreja dos Reis Magos.

 O espetáculo começou com um dia de  sol e um pequeno e proposital atraso para esperar o recuo da maré, ainda alta. Esta caminhada deve ser feita sempre em maré baixa, fundamental para que o andarilho desfrute de toda beleza destas praias. Caso esteja alta, não há como passar entre as formações de  corais  e manguezais, obrigando a um desvio pelo asfalto.

 Partindo desta premissa iniciamos a caminhada a 8:00 Hs, um pouquinho depois do previsto,.

  O primeiro trecho, que compreende a travessia da ponte sobre o rio Reis Magos e a Praia Grande, funciona como aquecimento, já que não apresenta a menor dificuldade. A boa surpresa veio na travessia da ponte, totalmente restaurada. Na última vez que passamos por ali, o péssimo estado de conservação do piso e guarda corpo foi objeto de duras críticas.

O  grande contingente de andarilhos atravessando a Praia Grande, foi objeto de curiosidade dos banhistas, que a todo momento nos perguntavam sobre o destino e o motivo da caminhada.

Neste início, já com a maré favorável, a areia solada e úmida proporcionou uma travessia com ares de calçadão. Ao fim da praia, a equipe de apoio já estava a postos com sua tradicional eficiência ao oferecer frutas, água e doces aos andarilhos.

 A partir deste ponto alguns andarilhos fizeram a opção de caminhar cerca de 1,5 Km pela a rodovia ES 010 afim de evitar a grande dificuldade de transpor as belas barreiras de corais nesta faixa da praia. O  reencontrando com o grupo se deu na Enseada das Garças, praia de rara beleza e local para ideal para um bom mergulho nas águas de tonalidade verde azuladas.

 Neste ponto a caminhada se torna mais interessante,  pois aparecem as incríveis formações  de corais que se estendem por quase todo caminho e apresentam um grau de dificuldade mais  elevado, pois demanda grande esforço físico e cuidado extra para não se ferir e  estragar toda a caminhada.

 O grau de dificuldade é diretamente proporcional ao visual, cada vez mais bonito, e diferente de tudo que se vê nas caminhadas litorâneas.

 A  vegetação, composta de árvores com raízes expostas e troncos retorcidos, aliados a fervilhante vida marinha dão o toque especial. Por maior que seja meu esforço em descrever, só vendo as fotos mesmo para entender.

 Este é o cenário que prevalece até a praia  de Costa Bela, onde voltamos a um visual mais conservador com larga faixa de areia e ausência de corais, sendo  praia mais indicada para um bom banho de mar. Neste ponto tivemos o segundo ponto de apoio.

 O trecho a seguir, entre Costa Bela e Praia Formosa (Sesc) é muito parecido com o segundo, ou seja, corais , árvores e mar azul com banhistas se deliciando das piscinas que se formam com o refluxo da maré...

 Neste ponto a vontade de  chegar  logo a Praia Formosa, o mais extenso trecho de praia convencional ,aumenta muito, pois junta o cansaço com a expectativa da festa preparada especialmente para este dia.

 E logo após a passagem pelo complexo turístico do SESC saímos da praia em direção a ES 010, caminhando pelo asfalto  com sol a pino, felizmente por meros 800 metros até chegarmos a casa do Sr Moacir (concunhado de nosso amigo Rogério Terra) para o churrasco de  confraternização.

Foram momentos de muita descontração, com as pessoas se dividindo entre a piscina e as mesas, sempre com animadas conversas onde não faltaram as lembranças de grandes momentos vividos no caminho em 2015.

Durante a confraternização tivemos um momento especial, que foi uma homenagem a Neuza Zucoloto, que ao lado de Karla foram as aniversariantes do dia. A homenagem a Neuza, arquitetada por sua irmãs Telma e Geruza e sobrinha Tainã teve direito a dança flamenca que acabou mesmo com uma animada brincadeira de roda que envolveu todos os presentes.

 Antes de encerrar, quero ressaltar a importância das pessoas que valorizaram muito nosso trabalho para difundir as caminhadas em nosso estado.

 Foi um ano no qual tivemos a oportunidade de acolher inúmeros novatos, que como numa reação em cadeia trouxeram outros que assim promoveram uma saudável renovação no grupo que freqüenta as caminhadas.

O caminho da Confraternização resumiu num único evento os ingredientes que fazem o sucesso de uma caminhada: Tempo Bom, caminho ótimo e pessoas maravilhosas.

 

Obrigado a todos pela amável companhia. Espero contar com vocês em 2016 onde no dia 17 de janeiro faremos o caminho “Mapa das Américas” uma caminhada inédita em Marechal Floriano

 

Grande abraço!! 

 

 

 
 
< Voltar
 
 

Copyright - Todos os direitos reservados - www.andarilhos.org